Empresas de Grande Porte deverão informar auditor pelo Sped

29/08/2013



Uma das características importantes das economias desenvolvidas é que suas empresas são auditadas por auditores independentes que emitem uma opinião sobre a sua saúde financeira.
 
O Brasil deu um passo nesse sentido há quase seis anos, com a edição da Lei 11.638/2007, que determinou que as empresas de grande porte, ou seja, aquelas que faturam acima de R$ 300 milhões ou tem ativos totais superiores à R$ 240 milhões devam ter suas demonstrações contábeis auditadas. 
 
Desde então, surgiram dúvidas se essas empresas deveriam publicar suas demonstrações contábeis juntamente com o parecer dos auditores independentes, ou se deveriam publicar somente suas demonstrações contábeis, arquivando-as juntamente com o parecer dos auditores independentes na Junta Comercial. 
 
A única certeza que sempre deveria ter existido é a obrigatoriedade de que as demonstrações contábeis das empresas de grande porte, independentemente da sua forma jurídica, devam ser auditadas. Entretanto, como a lei não definiu a penalidade para aquelas empresas que não têm suas demonstrações contábeis auditadas, a confusão sobre a aplicação da lei é tão grande que até hoje há quase 2.000 empresas de grande porte que não são auditadas.
 
Através da Nota Cofis N° 17, de 25 de março de 2013, a Receita Federal do Brasil alertou que a partir do exercício de 2014, ano calendário 2013, implementará novos campos e regras de validação para o SPED, entre as quais exigirá a inclusão do nome dos auditores independentes que realizaram os trabalhos de auditoria visando o cumprimento da Lei 11.638/2007.
 
Pela primeira vez será possível assegurar que todas as empresas sujeitas à aplicação da referida Lei estarão, enfim, aplicando os dispositivos legais.
 
Para falar conosco sobre auditoria independente ou discutir a Nota Cofis 17 entre em contato com Paulo Barbosa  - (11) 5504 3812 ou no e-mail: paulo.barbosa@bakertillybrasil.com.br